Review Vernne Mars – Brasil pt

Muito tem-se falado na recém lançada empresa Vernne e seus aparelhos que chamam atenção pelo design um pouco diferenciado. Nesta linha, a empresa lançou recentemente um Smartphone intermediário, visando alcançar sua posição à luz do sol internacionalmente, trata-se do aparelho Vernne Mars.

 

ESPECIFICAÇÕES:

Hardware:

CPU: Helio P10, Cores: 2.0GHz,Octa Core, GPU: Mail-T860, RAM: 4GB RAM
ROM: 32GB , com capacidade de expansão de memória até 128 Gb.

Da leitura de suas especificações, verifica-se que ele é realmente voltado para o mercado intermediário, pegando consumidores comuns de surpresa ao apresentar 4 Gb de memória RAM, todavia, o processador MediaTek Helio p10, não é dos melhores, embora seja capaz de rodar confortavelmente aplicativos comuns.

Por seu turno, a GPU mali T-860, entregará um desempenho em jogos semelhantes ao visto no Galaxy S7 nacional, equipado com processador Exynos. Deste modo, embora o processador seja inferior, o que demandará espera maior na abertura de aplicativos e jogos, seu desempenho gamer será satisfatório, mas nada que se compare com o GPU da Qualcomm, que oferece um desempenho 3D consideravelmente superior.

1

TELA

Aqui, temos uma tela de 5.5 polegadas, com resolução de 1920×1080 (401 ppi), LCD TFT, com tecnologia 2.5D, proteção Corning Gorilla Glass 3. Deste modo, entrega uma saturação de cores satisfatória, com pretos levemente brilhoso, experiência comum para aqueles que não possuem telefones com tela OLED ou AMOLED. Nenhuma surpresa.

O que de fato chama a atenção na tela do Smartphone são suas bordas laterais, segundo a fabricante, elas possuem exatos 1mm de espessura, sendo um dos telefones com melhor aproveitamento do espaço lateral.8

 

CÂMERAS:

Na câmera principal, temos um sensor Sony IMX 298, com 13 Mpx, mesmo presente no Xiaomi Mi5, OnePlus 3, ZenFone 3, Nubia z11 Mini, Redmi Pro, dentre outros. Pela experiência com estes aparelhos, por mais que a empresa tenha desempenhado um belo trabalho de softweare, em ambientes pouco iluminados a câmera tende apresentar ruído perceptível em virtude da abertura f 2.0, porém, em boa condição de luminosidade, seu desempenho é ótimo.

A câmera frontal conta com 5 mpx, com funções de embelezamento do rosto, que se tornou moda ao photoshopar ao vivo gente feia e bonita (rsrsrsrs) reduzindo marcas de expressão facial.

3

 

BANCHMARK

No antutubanchMark, o Mars atingiu uma pontuação de 43.250, considerada mediana, encaixando-se perfeitamente na sua classe respectiva, porém, como dito acima, seu desempenho em jogos foi considerado bom, pois conta com uma poderosa GPU, pecando apenas na velocidade de processamento do Chip Helio p10.

QUALIDADE DE CONSTRUÇÃO E DESIGN

O que aconteceria se você mistura o Design da Apple, com um pitada de Sony, com a qualidade da ZTE? O resultado você confere abaixo.

Com 0,76 cm de espessura, feito de alumínio e pesando 165 gramas, o aparelho mostra-se bem acertado, tomando emprestado aquilo que algumas empresas tem de melhor a oferecer.

Da Apple tomou emprestado o acabamento traseiro em alumínio, que lembra bastante o design dos Iphone, da Sony, tomou o espaço reservado à impressão digital, sendo esta extremamente precisa e rápida, precisando de apenas 0,1 segundos para desbloquear o aparelho, também funciona sob qualquer ângulo, perfazendo assim 360º.

CONCLUSÕES

Não há nada de excepcional, o custo benefício é Ok por conta do processador hélio p10, mas eu sinceramente fiquei com vontade de trocar meu Redmi note 3 Pro por este aparelho, estava considerando o Redmi 4 pro, mas balancei por este menino aí. O que me agradou foi o conjunto da obra, embora eu sinceramente esteja com medo do desempenho da bateria de 3.000 mpAh, que segundo alguns testes, suportou apenas 5 horas de reprodução de vídeo via wi-fi, com brilho máximo de tela.

MediaTek sempre me fazendo ficar com um pé atrás.

Se este modelo viesse com um processador Qualcomm 625 ou mesmo o 650, certamente consideraria comprá-lo pelo valor anunciado de R$ 758,10 (atualmente no site gearbest), todavia, por mais R$ 70,00 reais, levo pra casa o Xiaomi mi5, com Snapdragon 820, GPU 510, e pouco mais de 130 gramas.

Acho que a concorrência e seu preço, o deixou em uma posição complicada, isso sem mencionar o LeTv Leeco 2, que custa virtualmente o mesmo preço e também traz o badalado processador 820.

De todo modo, a empresa irá cativar seu público por apresentar um belo aparelho, excelente câmera, ótimos resultados em jogos e 4 Gb de memória Ram, que no caso, não conseguirão contornar o mediano chip Hélio p10.

45679

OPINE